diagn

Diagnóstico de Doenças Infecciosas

Polyomavirus (Vírus JC)

O vírus JC (JCV) foi descrito em 1971 em isolado de cultura de células inoculadas com líquor de paciente e classificado no gênero Polyomavirus, família Polyomaviridae Este vírus possui alta especificidade, tanto em relação ao hospedeiro quanto aos tipos celulares que infecta. Em seres humanos, o vírus penetra pelas vias respiratórias, disseminando-se pela corrente sanguínea, sendo excretado na urina de pacientes infectados, o que sugere que os rins possam ser infectados em estágios precoces de contato. A reativação do JCV pode causar infecção no sistema nervoso central desenvolvendo leucoencefalopatia multifocal progressiva (LMP) em pacientes imunocomprometidos. A técnica de PCR “Semi nested”, emprega duas reações de amplificação. Este procedimento aumenta a sensibilidade e a especificidade do método molecular. O resultado deve ser analisado em conjunto com outros achados laboratoriais e com a clínica do paciente. O resultado não detectado não exclui a possibilidade da amostra apresentar poliomavírus (JCV), pois a carga viral pode estar abaixo do limite de detecção do teste.

Metodologia: PCR-Semi-Nested Próprio
Material: Sangue com EDTA, Urina (5,0 mL) e Líquor (0,3 mL)
Coleta: não necessita jejum. Líquor: coleta realizada pelo médico assistente.
Conservação: refrigerada.
Resultado: Líquor (até 48 horas úteis). Demais materiais: (até 5 dias úteis)